MP – Capítulo 177 – Tchau Madame


Até no dia seguinte, o Velho Demônio ainda estava ocupado ‘se fechando’. Enquanto isso, Yang Kai estava tentando absorver a medicina espiritual.

Com seu Obstinado Corpo Dourado, a coisa que era capaz de absorver um mar de energia, independentemente do tipo, ele não tinha medo de tentar absorver a medicina. Afinal, ele sabia que não era venenoso, e que não iria causar nenhum conflito com seu Qi.

Depois de um período de tempo, ele havia finalmente absorvido a medicina completamente, promovendo-o do Terceiro Estágio para o Quarto Estágio Transformação do Qi.

Conseguir promover um nível depois de chegar na Ilha Nuvem Vermelha por dois meses significa que a viagem aqui não foi um completo desperdício.

Já que a alma imortal foi absorvida pelo Velho Demônio e o tesouro aqui foi todo pego pelo Yang Kai, ele estimou que depois de um período de tempo, a área não seria mais considerada como restrita para os cultivadores da Nuvem Vermelha.

[Hora de ir!]

Yang Kai desceu a montanha e retornou para a costa.

Para sair da Ilha Nuvem Vermelha, Yang Kai iria precisar de um barco. Esse problema deixou sua cabeça dormente de toda a contemplação já que ele sabia que construir seu próprio navio não era uma tarefa razoável. A única possibilidade de obter um, era roubar da Seita Nuvem Vermelha então ele tinha que pensar arduamente em um método para obter um barco.

[Mas, mesmo que eu consiga obter um barco vazio, como eu deveria levantar a âncora e conduzir o barco pelo mar?]

Depois de ponderar um pouco, Yang Kai subitamente ouviu o som de um ruído de um lugar distante. Ele virou sua cabeça para focar no som e pôde ouvir alguém ofegando, misturado com o berro de piedade de uma mulher se esforçando para se libertar.

Yang Kai ficou com um aspecto pesado e ele correu em direção àquela área.

Yang Kai chegou na cena, mas estava se escondendo atrás dos arbustos para conseguir fazer uma boa análise da situação.

[É como eu adivinhei. A Seita Nuvem Vermelha só manda pessoas normais para essa ilha para coletar aquela Profunda Fruta Negra.]

A cena na frente dele estava há poucos metros de distância, de um cara forte sentando em cima de uma mulher, rasgando as roupas dela. O homem estava ofegando como uma vaca, rindo histericamente e obscenamente enquanto ele procedia. Enquanto isso, a mulher debaixo dele estava se debatendo para se soltar, mas foi tudo em vão já que ela não tinha força suficiente; deixando-a capaz de somente chorar por misericórdia

[Aquele homem tem uma aura maligna!]

Yang Kai se moveu num piscar de olhos para trás do homem. Com seu pé colocado habilidosamente nas costas daquele desgraçado, ele chutou. Foi tão forte, que o homem voou. Enquanto isso, a mulher debaixo do homem ficou livre, e apressadamente pegou suas roupas. Com seu corpo ainda tremendo do acontecimento, ela se escondeu atrás do Yang Kai para se proteger.

Uma vez que o homem percebeu que o chão havia desaparecido debaixo dos seus pés, ele gemeu de angústia. Só quando ele finalmente voltou ao chão, que ele apressadamente se levantou e olhou fixamente para o Yang Kai com uma luz sinistra.

Ambos seus olhos se tornaram escarlates e sua face se encheu de hostilidade. Era óbvio, nesse ponto, que sua mente estava prestes a ser consumida pelo Qi Demoníaco emitido pelo seu corpo. Até suas narinas estavam liberando fumaça.

“Sim?”

Yang Kai suspirou. Pela vestimenta dessa pessoa, era óbvio que ele era pobre. Era muito provável que ele já foi jogado para dentro e para fora da ilha várias vezes. Com tais experiências, era ainda mais provável que sua mente estava perdendo seu estado natural e transformando-o num tipo de besta. Com tudo isso sendo considerado, Yang Kai não queria matar esse homem. Ao invés disso, o garoto meramente o deu um chute.

“Fedelho! Vaza!”

O homem disse enquanto fazia uma careta. Já que ele estava prestes a chegar nesse ponto, como ele possivelmente estaria disposto a se importar com a presença do Yang Kai e desistir?

Yang Kai apenas retornou um olhar desinteressado logo, o homem em pé na frente dele avançou como um touro enfurecido. Seu rosto, agora repleto de raiva, com a intenção de matar.

“Então, eu vou te liberar da sua dor…”.

Yang Kai permaneceu no mesmo lugar. Quando o homem correndo na direção dele estava perto o bastante, ele pegou sua mão e a apontou na direção do peito do homem. Qi Yang Yuan logo foi injetado no coração do homem, parando-o instantaneamente. Sem a menor dor, o corpo do homem ficou mole e sua força vital desapareceu.

Atrás dele, estava a dama soluçando de luto. Ouvindo esses soluços, Yang Kai também se sentiu desconfortável. Ele se virou para tentar confortá-la. Mas quando ele se virou, seus olhos se focaram no rosto dela, toda a sua mente estremeceu.

Essa mulher parecia ter por volta dos seus trinta anos. Pela sua branca e macia pele, ela deveria ser linda. Entretanto, agora, havia uma cicatriz horrenda rasgando seu rosto. Cada marca, com uma espessura de uma unha, ia de um lado até o outro de todo seu rosto. Até mesmo o sangue seco em volta da ferida não parecia ter sido completamente desfeito, como se mesmo que tivesse sido, sua beleza jamais poderia ser restaurada.

A visão dessa mulher era difícil de se entender, mas mesmo quando ela se cobria com suas roupas rasgadas e escondia seu rosto, ela estava chorando com uma pequena expressão de gratidão.

Conhecendo sua própria aparência, mesmo que ela se sentisse grata pelo seu salvador, ela fugiu. Ela não queria assustar Yang Kai.

Todo o corpo do Yang Kai pareceu ter ficado frio enquanto ele estendia sua mão para agarrar o pulso da mulher.

“Não… Por favor pare…”

A mulher tentou se debater.

Yang Kai permaneceu sem se perturbar e usou sua outra mão para gentilmente levantar a cabeça dela.

“Por favor… eu te imploro para parar…”

A mulher continuou a implorar. Enquanto suas lágrimas continuavam a cair por suas bochechas, ela fracamente olhou para Yang Kai, fazendo com que a cicatriz em seu rosto parecesse um pouco mais aterrorizante.

Enquanto isso, os olhos do Yang Kai não pareciam ter nenhuma sensação de desejo ou nojo. Ao invés disso, eles continham uma pequena tristeza e hesitação. Depois de levantar o queixo dela, sua mão estremecendo se moveu para tirar o cabelo moreno bloqueando sua visão, para revelar todo o rosto dela.

A mulher fechou seus olhos. Não era certo se ela tinha medo da sua própria aparência ou se as ações do Yang Kai a assustaram. Independentemente, lágrimas ainda continuamente escorriam pelo seu rosto.

As pupilas de Yang Kai se contraíram e ele deu uma longa e boa olhada na mulher antes de dizer.

“Madame?”

Ouvindo ele se referir a ela de uma maneira tão familiar, a mulher lentamente abriu seus olhos. Mesmo com as lágrimas anuviando suas pupilas, ela ainda olhou para Yang Kai com cuidado com uma pequena dúvida pairando sobre sua mente. Quando ela o reconheceu, sua dúvida gradualmente desapareceu e foi substituída por um sentido de surpresa e alegria.

“Madame, é mesmo você?”

Yang Kai era incapaz de acreditar que seu chute estava certo depois de seus olhos caírem sobre a mulher. Ele pensou que ele tinha visto alguém familiar. Momentos atrás, suas ações impulsivas e estranhas foram simplesmente porque ele queria confirmar se o seu chute estava certo.

Depois que a mulher ouviu a voz do Yang Kai, seu pensamento foi para o passado, dois meses atrás, o pequeno mendigo que estava coberto de sujeira. Tremendo, ela disse.

“Pequeno Mendigo, é você?”

Yang Kai respirou profundamente. Depois que ele ouviu essas palavras dela, ele sabia que o seu chute estava certo.

[Eu nunca teria imaginado que eu acharia a Madame da Família Jiang aqui!]

Haviam apenas três pessoas que se referiam a ele como um Pequeno Mendigo. A primeira era Cui’er, a segunda era a jovem senhorita da Família Jiang e a terceira era a Madame da Família Jiang.

“Por que você está aqui? O que aconteceu com o seu rosto?”

Yang Kai perguntou, cheio de dúvidas.

[Cui’er e as duas mulheres da Família Jiang deveriam estar na Cidade do Mar no momento, sobre a proteção da Família Miao. Então por que a Madame está aqui? No dia em que fomos por caminhos diferentes, Miao Hua Cheng havia pessoalmente vindo recebê-los. Afinal, a Jovem Senhorita tinha um noivado com a Família Miao. Desse modo, a Madame deveria estar vivendo sua vida, salva com a Família Miao. Como é que os problemas chegaram em proporções tão enormes que ela apareceu aqui?]

“Jovem Herói…”

Depois de reconhecer Yang Kai, o Pequeno Mendigo que havia a salvado anteriormente, a Madame ajoelhou-se no chão de repente.

*Bang*

Com sua cabeça grudada no chão, ela gritou de tristeza.

“Por favor, eu te imploro, me ajude a manter justiça para minha Família Jiang!”

Yang Kai rapidamente tentou ajudar a levantá-la. Quando ele teve uma breve visão do rosto dela de novo, ela tinha sangue saindo da sua testa – evidente que ela estava extremamente desesperada.

“Esse não é um lugar para conversarmos. Venha, nós temos que sair daqui primeiro”.

Yang Kai a segurou em seu braço e a apoiou para ir embora rapidamente.

[Por que sua aparência mudou tanto? Por que ela foi capturada e mandada para a Seita Nuvem Vermelha? Onde estão Cui’er e a Jovem Senhorita? O que aconteceu com a família Miao?]

A mente de Yang Kai estava inundada com essas perguntas.

Embora elas não fossem próximas dele, elas haviam pelo menos vivido com ele por vários dias. Além do mais, era divertido conversar com Cui’er. Ele não podia esquecer a bondade dela em trazer lanches para ele e a sua charmosa personalidade de sabe-tudo. Igualmente, para o bom coração e natureza gentil dela.

Depois de um longo tempo andando, Yang Kai levou a Madame para o topo da montanha – que era considerada uma das partes mais internas da Ilha Nuvem Vermelha, onde nenhum humano normal deveria conseguir chegar.

Eles acharam um lugar para sentar. A Mulher, que de repente pensou no milagre de encontrar Yang Kai, começou a chorar de alegria.

Yang Kai não a consolou. Ao invés disso, ele deixou que ela continuasse chorando. Afinal, não havia pressa. Ele tinha muitas perguntas para fazer e ele sabia que a Madame tinha muitos assuntos para informá-lo.

Apenas depois de meia hora, o choro da Madame começou a parar. Com seu cabelo cobrindo seu rosto, ela segurou seu corpo trêmulo.

Yang Kai tirou seu próprio casaco e a cobriu.

“Obrigada…”

Mesmo quando ela estava num estado deplorável, a Madame não esqueceu sua educação.

“Por favor, me conte. O que aconteceu?”

Os olhos da Madame revelaram uma pequena desconexão quando ela relembrou do passado. Com uma baixa e profunda voz, ela narrou toda a história para Yang Kai.

“Cui’er, Huan’er(A Jovem Senhorita) e eu fomos todas para a Família Miao com Miao Hua Cheng. Pelos primeiros dias, Miao Hua Cheng nos tratou como convidados honrados da sua casa. Porém, quando eu falei para ele sobre o casamento da Huan’er, ele atrasou a data de três meses para quatro meses. De primeira, eu não me importei muito com isso. Quando conversei com ele alguns dias depois, ele concordou, mas pediu uma condição. Ele disse que o status do seu filho era honroso e a Huan’er da minha família não combinava com ele. Se ela quisesse se casar com ele, ela pode no máximo ser sua concubina! Eu fiquei furiosa, mas não disse mais nada.

No próximo dia, eu imediatamente contei pra Huan’er e Cui’er arrumarem suas coisas. Eu queria ir embora da Família Miao. Nós não experienciamos tantas dificuldades para chegar na Cidade do Mar só para a minha filha virar concubina de alguém! Além do mais, esse era um casamento que ele e o meu marido haviam concordado! Como ele pode simplesmente ir contra as palavras dele assim!?

Mas, sem esperar que saíssemos da Família Miao, Miao Hua Cheng ficou com raiva e deteve todas nós”.

O rosto da Madame ficou com um olhar assustado enquanto ela dizia. Era evidente que toda essa situação era um pesadelo para ela.

Sua expressão ficou pior, parecendo mais depressiva enquanto ela soluçava de chorar.

“Eu não entendia por que Miao Hua Cheng faria tudo isso. Porém, sob a investigação de outros, eu finalmente descobri a verdade. Ele era aquele que ‘mechia os pauzinhos’ pelas nossas costas! A morte do meu pobre marido foi porque ele subornou aqueles da Província Tong. Depois da morte do meu marido, ele veio falar comigo, me relembrando do acordo de casamento entre minha Huan’er e o filho dele. Que hilário… e pensar que eu fui pega desprevenida e levei a minha filha o covil de um tigre…”

“Por que ele teve que fazer algo assim? O seu marido e Miao Hua Cheng não eram melhores amigos?”

Yang Kai pensou que os assuntos ditos aqui iam além do que se podia ver. No dia que ele tinha visto Miao Hua Cheng pessoalmente, sua voz de lamento e sua aparência entristecida, eram claramente apenas uma atuação!


Tradutor: Boombs | Revisor: BravoEd



Fontes
Cores