MGS – Capítulo 116 [Review]


Boa tarde, discípulos! Deixe-me testar o conhecimento de vocês!

É recomendada a leitura prévia do capítulo 116 de Martial God Space, aos que não começaram este cultivo, ele se encontra aqui!

MGS tem batalhas bem diretas e concisas, mas esta se diferenciou um pouco, e mesmo sendo um pouco mais difícil para traduzir, eu adorei como ela foi bem narrada e descrita, de forma a permitir uma visualização ótima da imagem que o autor quis passar com essa batalha. Foi muito, muito, muito bem escrita, e eu realmente espero que tenhamos mais batalhas neste estilo.

Agora, sobre o plot, temos um aspecto: “unificação de homem e lança”, creio eu, ao menos, que se existe com lança, deve existir com diversas outras armas, logo, espero muito ver o que ocorrerá com Ye Xiwen quando ele alcançar este estado com sua lâmina, tendo em mente que ele já tem uma grande experiencia com concepções criativas de técnicas de lâminas.

Também, sobre a unificação de homem e lança, talvez tenha ficado confuso, e vi pelos comentários que algumas pessoas se confundiram com a concepção criativa, então deixarei uma explicação melhor: A concepção criativa é o ato de alcançar um domínio profundo com uma técnica marcial, obtendo a intenção real que o criador da técnica teve ao criar ela; o estado “um com a arma” é um domínio profundo com uma arma em si, onde a pessoa tem uma conexão muito profunda com a arma que domina e alcança grande proficiência com ela!”

E por último: A afeição gigantesca de Ye Feng por Ye Xiwen, a ponto de entregar um tesouro valiosíssimo para seu irmão de forma muito livre e espontânea, demonstrando o quanto se importa com ele. Deixo aqui o pensamento de Ye Feng: “Ainda que um Xuan Jindan fosse precioso, em sua mente, o que poderia ser mais importante que seu precioso irmão mais novo?”. Para mim, isso é um aspecto importante da história, esta construção incrível de personagens secundários e seus relacionamentos com Ye Xiwen é, para mim, uma coisa muito importante em MGS!

Mais algum comentário, dúvida ou opinião? Algo a acrescentar? Deixe nos comentários!


Fontes
Cores