SE – Capítulo 239 – Informação


Baijian colocou o item estranho dentro do pedestal cheio de água, e saiu da torre, com Xue’er e Salon logo atrás. Xue’er ficou curiosa sobre a formação, então no caminho, ela perguntou:

“Que item era aquele que você fez?”

Baijian planejava explicar, mas Salon interviu:

“Aquele item é a chave da formação, o item mais importante que deve ser usado para controlar tudo. Existem inúmeros tipos de formações, e a formação que ele está fazendo é uma que foca em itens dispostos em um diagrama de poder.”

“Quando os itens são colocados nas posições corretas, e são interligados, eles podem trabalhar como se fossem um item só, embora sejam vários itens espalhados.”

“Existem inúmeros tipos de arranjos para esse tipo de formação, mas o que eu o ensinei faz com que o item chave da formação fique no meio de tudo, criando uma espécie de teia de aranha com ele como centro.”

“Fora esse item chave, é necessário criar outros dezesseis pontos na formação, criando no final o formato de um octograma.”

“Agora, ele precisa ir em cada um dos outros pontos para construir itens parecidos.”

Xue’er assentiu com a cabeça pensativamente, e Baijian balançou a cabeça. Ele queria explicar, mas Salon foi mais rápido.

Depois de andar por um tempo, eles chegaram em frente a uma bela torre feita totalmente de mármore branco.

De longe já dava para vê-la, mas de perto com certeza causa um impacto maior. A torre tinha mais de cinquenta metros de altura, mas não era exatamente larga, apenas alta.

Eles entraram por uma porta aberta, e dentro só havia uma longa escadaria que dava para cima. Os três subiram as escadas, e no topo, chegaram a um lugar parecido com a torre do palácio.

Era coberto, mas dava para ver tudo em todas as direções. No centro, havia um pedestal cheio de água feito de mármore branco.

Baijian novamente usou a espinha para construir argolas, só que dessa vez as argolas eram bem menores, e em maiores quantidades.

Ele trabalhou da forma mais rápida e eficiente que podia. Depois de duas horas, ele conseguiu fazer 640 argolas de mais ou menos cinco centímetros de diâmetro.

O número realmente assustava, mas era o necessário para toda a formação. Por causa dessas argolas, uma parte considerável da espinha do monstro marinho foi usada.

Quando finalmente terminou, Baijian começou outra parte laboriosa: inscrição.

Assim como as argolas da torre central da formação, as argolas das outras torres também precisavam de inscrições específicas, e ele precisou fazer inscrições diferentes para cada uma das argolas.

Não foi trabalhoso memorizar todas as inscrições, mas com certeza foi trabalhoso inscrevê-las. A precisão necessária era absurda. Qualquer iniciante fazendo isso precisaria tentar centenas de vezes para conseguir fazer uma única argola, quanto mais fazer isso em 640.

Foi trabalhoso, mas Baijian levou apenas três horas para finalmente inscrever todas as 640 argolas.

Xue’er ficou observando ao lado o tempo inteiro, ela ficou realmente admirada com todo o trabalho.

Baijian trabalhou de forma rápida e precisa. Ele nunca precisou pensar muito enquanto inscrevia os símbolos nas argolas. Seu trabalho fluía de forma tão natural que, sem perceber, ela observou tudo em transe, mesmo que tenha levado mais de três horas de trabalho.

Quando finalmente terminou, Baijian olhou para Salon, que estava ao lado em silêncio, e perguntou:

“Pai, não tem nenhum meio de encurtar os encantamentos não? Se eu precisar fazer a mesma coisa de antes, vou levar muito tempo. Dessa vez são 640 argolas, o que significa que precisarei recitar o encantamento 512 vezes. Isso vai levar tempo demais. Tem nenhum meio mais rápido não?”

Logo que ouviu a pergunta, Salon pareceu ter pensado em alguma coisa, mas vendo todas as 640 argolas no chão, e percebendo o tom chateado na voz de Baijian, ele sorriu diabolicamente:

“Não tem. Para uma coisa tão importante, você poderia parar de ficar procurando atalhos? Não é como se fosse demorar muito tempo. Afinal, você leva vinte segundos por encantamento. Levará apenas 2 horas 50 minutos e 40 segundos. Você levou bem mais tempo fazendo essas argolas.”

Baijian sabia que Salon tinha um meio de agilizar todo o processo, mas vendo o sorriso arrogante em seu rosto, ele nem tentou tirar esse método dele.

Sem perder tempo, ele pegou duas argolas, e respondeu:

“Não existe nenhum meio de agilizar o processo de criação das argolas. Seria difícil criar uma máquina para cortar o osso de um monstro de nível Centralização de Energia. Até eu tive um pouco de trabalho, embora eu estivesse usando as Leis da Espada na faca ao cortar.”

Com um sorriso arrogante, Salon começou a flutuar em volta enquanto observava Baijian trabalhando. Quanto à Xue’er, no meio do trabalho, ela sentiu um pouco de sono e se encostou no ombro de Baijian para dormir.

***

Em algum lugar no subterrâneo, havia um quarto escuro praticamente vazio. A única coisa no quarto era um homem que estava preso à parede por correntes.

Seu corpo estava cheio de cortes e hematomas. Havia sangue por todo o chão e nas paredes. Nesse momento, ele estava com os olhos fechados, aparentemente dormindo.

A porta do quarto abriu, trazendo luz ao quarto completamente escuro. Um homem entrou no quarto, e acendeu a luz usando um interruptor ao lado da porta.

Esse homem era alto, forte e usava uma máscara estranha no rosto.

Se aproximando do homem acorrentado na parede, ele falou:

“Por quanto tempo será que você aguenta?”

O homem, que aparentemente estava dormindo, lentamente abriu os olhos. Ele bocejou de forma exagerada, e com um sorriso, respondeu:

“E aí, veio brincar com meu corpo de novo?”

O homem usando a máscara não teve nenhuma reação. Ele simplesmente olhou para o estado das feridas do corpo do homem, e comentou:

“Você realmente é incrível. Qualquer um já teria morrido nas suas condições. Não é a toa que você é lendário no círculo das doze famílias.”

O homem de máscara, nesse momento, bateu palmas três vezes, e um homem usando um terno preto entrou no quarto empurrando um carrinho cheio de ferramentas.

Atrás dele, outro homem veio logo em seguida carregando uma cadeira.

A cadeira foi colocada atrás do homem usando máscaras, que simplesmente se sentou, e o carrinho cheio de ferramentas foi empurrado até o seu lado.

Os dois subordinados saíram do quarto, deixando só o homem de máscara sentado na cadeira, e o homem acorrentado à parede.

O homem acorrentado parecia despreocupado, e o homem de máscara estava simplesmente em silêncio.

Alguns momentos depois, ele finalmente falou:

“Parece que dor física não vai fazer você falar. Só me restam duas formas de te fazer falar. Eu realmente não queria usar esses métodos…”

O homem de máscara suspirou, e pegou então um pequeno machado no meio das ferramentas que estavam no carrinho.

Se aproximando do homem acorrentado, ele comentou:

“Você realmente não vai falar? Honestamente, eu não queria recorrer a isso. Embora estejamos de lados diferentes, eu te respeito muito. O que vou fazer em seguida com certeza não é algo que eu quero fazer.”

O homem acorrentado à parede sorriu de forma despreocupada:

“Desculpa, eu não sou desse tipo. Gosto de mulheres.”

O homem de máscara deu uma pequena risada, e finalmente pegou a mão do homem acorrentado e apertou com força junto à parede.

Ele então olhou cuidadosamente para a expressão do homem acorrentado, e vendo que ele continuava despreocupado, suspirou. Com um balançar do machado, o homem mascarado cortou três dedos da mão esquerda do homem acorrentado.

O sorriso despreocupado do homem acorrentado ficou rígido, mas ele não soltou nem um único gemido, e continuou mantendo seu sorriso estranho, mesmo que estivesse acumulando suor em sua testa.

O homem mascarado pegou os três dedos do chão, e se aproximando do carrinho, puxou um pano, mostrando que, embaixo do pano, havia uma espécie de máquina estranha.

Jogando os três dedos dentro da máquina, sons repulsivos começaram a soar, e os dedos foram rapidamente triturados e transformados em carne moída.

Se sentando na cadeira, o homem mascarado falou com um suspiro:

“Não precisava chegar a isso. Se me falasse o que quero, você estaria, nesse momento, livre do lado de fora.”

O homem acorrentado à parede sorriu de forma presunçosa:

“Como se um pouquinho de dor e a perda de três dedos fossem mais importantes que todo o arsenal bélico da família Ye.”

O homem mascarado não soube responder a isso. O principal objetivo dele ao capturar Ye Tian era fazê-lo dizer onde estava o arsenal bélico da família Ye: o seu exército de robôs.

Embora não se saiba muito sobre a família Ye, pelo que descobriram até agora, eles passaram séculos acumulando dinheiro e recursos e construíram uma quantidade absurda de robôs. Esses robôs estão, obviamente, armazenados em algum lugar, prontos para serem usados quando necessário.

As doze famílias sabem disso, e obviamente sempre estiveram de olho em um exército desses. Como são robôs, contanto que sejam programados de forma correta, irão obedecer qualquer pessoa.

É um exército que pode mudar de mãos de uma hora pra outra.

Um pouco de dor, e alguns dedos, obviamente não era o suficiente para fazê-lo dar qualquer informação. Mesmo que ele vá ainda mais longe e corte seus braços e pernas, é bem capaz que um homem como Ye Tian não desse um único pio.

Mesmo nessa situação, qualquer ser humano ainda teria uma pontinha de esperança de que, um dia, ele seria liberto ou até mesmo resgatado. Mas do que adianta ser libertado ou resgatado, se não tem os braços e as pernas?

Permanecer numa cama pelo resto da vida? Sem poder se mover? Sob os cuidados de outras pessoas para suas necessidades?

Obviamente, isso seria uma tragédia.

Mas Ye Tian obviamente não se importava. Ele era extremamente leal à família Ye. Se a família pedisse seu sacrifício, ele faria sem pestanejar.

Então tentar conseguir informações tão importantes torturando ou cortando seus membros com certeza nunca daria certo.

O homem de máscara sempre soube disso, mas ele não queria usar sua última carta na manga.

Embora o homem mascarado soubesse que não havia como essa situação com Ye Tian ser um plano, ele ainda tinha medo de usar sua última carta. Afinal, se tiver uma chance de 0,000000000001% de que isso tudo seja um plano, usar sua última carta seria o mesmo que dar a vitória a ele.

O homem mascarado estava novamente em um dilema.


Se você gosta do nosso trabalho e quer nos ajudar,
não esqueça de nos Avaliar e dar seu Feedback,
isso é muito importante para todos nós.
🉐


Autor: ReaderBecameWriter  |  Editor: Delongas



Fontes
Cores