CC – Capítulo 238 – Parece que não posso sair, mesmo após me tornar um Barão


Nãonãonãonãonãonãonãonão.

Espereespereespereespereespereespere.

Barão? Nobre?

O tópico foi súbito e surpreendente demais para eu poder acompanhar.

Era um salto grande demais mudar de Desempregado para Nobre.

É verdade, em primeiro lugar, eu não devo me tornar um nobre. Afinal, eu não devo mudar meu primeiro emprego.

Assim que eu mudar o Desempregado para outro emprego, eu não serei capaz de voltar ao Desempregado de novo.

Além disso, haveria todos os tipos de restrições assim que eu me tornar um nobre. Por exemplo, eu teria que participar se uma guerra começasse.

Um covarde como eu, que ainda sonhava com os bandidos e ladrões que matei, não seria capaz de matar outros em uma guerra… ou ainda pior, se eu aparecesse em uma guerra e imprudentemente empunhasse meu status superpoderoso com uma mente fraca, isso poderia resultar na morte de centenas, milhares ou até dezenas de milhares de pessoas.

Eu não quero algo como isso acontecendo.

Eu terei que recusar com cortesia.

Era uma decisão amarga, mas eu não tinha escolha.

— Erm… eu vou ter que educadamente…

— Se você se tornar um Barão, você será capaz de viajar para a cidade portuária de Genova que foi bloqueada. Além do mais, segundo os costumes, se a casa principal que concedeu o título der uma ordem, neste caso, eu, você terá o dever de obedecer, mas eu vou te poupar disso. Este é o maior presente de apreciação que eu posso dar a você por ser o benfeitor desta ilha.

Ele subitamente começou a fazer concessões!?

Eu não poderia mostrar meu rosto, mas eu estava espantado pelas palavras do Conde Paul.

Guh, nesse caso, não posso recusar com a base de que não desejo participar de guerras.

Além disso, eu poderia viajar para a cidade portuária de Genova… eu também poderia usar isso como pretexto para resgatar Miri.

Eu fui encurralado de forma notável.

Isso significa que eu não poderia mais recusar?

Suzuki falou enquanto eu estava apreensivo.

— Kusunoki-kun, você pode estar preocupado que seu status possa diminuir se você mudar de emprego, mas Barão não é um título nobiliárquico, mas um que serve a nobres… em outras palavras, ele é tratado como um quase-nobre e não irá mudar seu emprego.

— Eh? De verdade?

Agora que penso sobre isso, apenas a realeza ou o papa podem te conceder a nobreza.

Parece que eu tirei conclusões precipitadas.

— Yup, você seria até confundido como um simples cidadão. Ademais, como mencionei ontem, a Sede da Igreja definitivamente irá transformar Kusunoki-kun em um nobre se souberem sobre sua bênção, mas se você se tornar um barão sob Conde Paul, você pode usar isso como desculpa para recusá-los.

Nesse caso, não haveria nenhum problema, não é?

Eu não tinha mais nenhuma razão para recusar.

— Que tal, Ichinojo-dono.

— Eu irei humildemente aceitar.

Eu disse e me ajoelhei no chão.

Conde Paul assentiu com a cabeça enquanto parecia satisfeito.

— Portanto, eu devo te conceder o pariato1. Primeiro, eu vou seguir a ordem e te conceder o título de Cavaleiro. “Conceder pariato: Ichinojo”.

— …

Eh? Está feito?

No entanto, nada aconteceu.

Eu pensei comigo mesmo.

— Hmm? Parecia que falhou.

Eu não esperava que isso falhasse.

— Seu nome não é Ichinojo?

— É Ichinojou.

— Oo, entendi. Me desculpe, então…

Conde Paul repetiu a cerimônia (embora ela não fosse tão majestosa quanto soasse) mais uma vez.

— Conceder pariato: Ichinojou.

Logo após a frase dele terminar…,

Título: “Cavalaria” adquirido.

Título: “Quase-Nobre” adquirido.

Emprego: “Cavaleiro” agora está disponível.

Oo, eu inconscientemente desbloqueie um emprego maneiro.

Se eu aumentar ele até o Lv50 e me tornar um nobre, serei capaz de me tornar um Cavaleiro Sagrado?

Bom, eu não vou me tornar um nobre, mas se eu puder adquirir o emprego de Nobre com a habilidade Procura de Emprego por um dia, eu posso ser capaz de desbloquear o emprego de Cavaleiro Sagrado.

Entretanto, parece um pouco esquisito ser um nobre por um único dia.

— Em seguida, “Elevar pariato: Ichinojou”.

Conde Paul continuou.

Então…

Título: “Barão” adquirido.

Desta vez, eu só recebi um título.

— Isso marca o fim da cerimônia. A partir de agora, eu vou garantir a identidade de Ichinojou como um Barão com minha autoridade como um Conde. Junto a isto, quase-nobres podem aproveitar vários privilégios. Eu confio que Ichinojou-dono, que tem a confiança de Suzuki-dono, não irá usá-los de forma indevida.

Conde Paul disse e me entregou um broche que provava minha identidade como Barão, assim como (talvez ele tenha ouvido de Suzuki) uma carta endereçada ao Marquês2 Yutings, que era o governador da cidade portuária de Genova.

Minha atual posição era a posição anterior de Suzuki?

Mas eu estava grato.

Com isso, eu poderia viajar até Genova.

Quanto ao navio, eu ainda tinha o que Pionia construiu, então eu poderia viajar usando ele.


Tradutor:



Notas

[1] Pariato é um sistema de títulos da aristocracia, historicamente usado em muitos sistemas monárquicos de governo.

[2] Marquês (no feminino marquesa) é um título nobiliárquico da nobreza europeia, que foi depois utilizado também em outras monarquias originárias do mundo ocidental, como o Império do Brasil. Na hierarquia, o termo marquês é imediatamente superior ao conde e inferior ao duque.



Fontes
Cores