CC – Capítulo 244 – A misteriosa habilidade invocada mais uma vez


A viagem estava indo excessivamente bem. Não encontramos nenhuma tempestade e nem havia qualquer infestação de ratos.

E minha pescaria também estava indo bem.

No dia seguinte.

Tudo bem, está aqui!

Eu pesquei um camarão enorme. Ele era quase do tamanho de uma baleia, mesmo sendo um camarão.

Eu comi o que peguei ontem no jantar, e ele estava muito delicioso.

Porém, os pontos de experiência não foram tanto para que eu pudesse me vangloriar.

Ichinojo subiu de Level.

No entanto, graças a minha velocidade de crescimento de 400 vezes meu level ainda aumentou.

Habilidade de Imitador: “Autocópia” adquirida.

Hmm, que habilidade estranha.

Vamos tentar investigar os efeitos.

Autocópia: Habilidade mágica “Imitador Lv20”.

Ao dizer “Copiar Entrada” e o número da entrada, o usuário é capaz de gravar os valores atuais de seu status.

Ao dizer “Colar Entrada” e o número da entrada, o usuário é capaz de temporariamente copiar os valores salvos de seu status.

Ao dizer “Reinicializar”, o usuário é capaz de voltar aos valores originais de seu status sem esperar que o período de tempo passe.

Contudo, emprego, HP atual e MP atual não mudarão.

Se o HP e o MP atuais do usuário forem maiores do que o HP e MP máximos salvos, o HP e MP atuais se tornarão os mesmos valores do HP e MP máximos salvos.

Há cinco entradas e a duração de efeito varia com a proficiência mágica.

Após o usuário voltar para seu status original, ele não pode usar “Colar Entrada” por cinco minutos.

Eu podia pensar em alguns pontos.

Primeiro, o que era tão divertido sobre copiar meu status? Você pode achar isso estúpido, mas essa era uma habilidade bastante incrível.

Por exemplo, quando uma pessoa atinge o ápice do Aprendiz de Espadachim e muda de emprego para Espadachim, seu status será menor do que quando era um Aprendiz de Espadachim até que o emprego de Espadachim atinja um certo level. Contudo, ao copiar e colar o status quando eles estão em seus maiores valores como Aprendiz de Espadachim, será possível recuperar a força que a pessoa tinha durante seu auge.

Não apenas isso, quando pessoas que terminaram de treinar como Espadachim se tornarem Magos, elas serão capazes de lutar com o status de um Espadachim quando se encontrarem em combates a curta distância com o inimigo. Afinal, outras pessoas não têm uma habilidade para livremente mudar de empregos como a minha.

Pessoalmente, seria útil se eu copiasse o status dos meus empregos mais fortes quando quisesse treinar os outros com level mais baixo.

Tenho que verificar a exata duração da habilidade, mas eu consegui mesmo uma boa habilidade.

Mais de 24 horas se passaram desde o uso da Procura de Emprego.

O primeiro emprego voltou a ser Desempregado.

Oops, parece que 24 horas se passaram. O momento foi ideal.

Por enquanto, mudei meus empregos do segundo até o quinto para Mago do Fogo, Mago da Água, Mago do Fogo e Mago da Terra para copiar um status especializado em magia.

Depois disso, mirei o Continente do Sul enquanto fazia algumas pausas.

A viagem continuou.

A jornada estava prosseguindo sem percalços.

Não fui capaz de detectar muitos peixes, então a monotonia foi minha maior inimiga, mas fui salvo pela enorme quantidade de quadrinhos guardada dentro da bolsa de itens que Miri deixou para trás.

Quando o vento estava calmo e o navio ficava parado, eu relaxava ao elegantemente beber chá enquanto ouvia sons no reprodutor de música. Contudo, fiquei assustado quando o 320º som tocou e o aparelho parou. Essa foi a música que estava tocando quando o Titanic afundou1.

Após esse pequeno episódio, nós finalmente vimos o Continente do Sul no dia seguinte e navegamos pela costa.

Estávamos procurando por uma costa onde seria fácil pegar pequenos caranguejos, camarões e alga marinha.

Nesse momento…

— Mestre, há um barco de pesca à frente a uma hora hasteando uma bandeira de socorro desu.

Sheena Nº3 me disse.

Quando olhei na direção que ela mencionou, vi um barco muito menor do que eu estava à deriva no mar. A vela estava danificada, então o navio não poderia velejar mesmo se o vento soprasse.

— Uma única criança está a bordo do navio…

Um garoto louro usando um chapéu estava acenando sua mão.

A criança ainda parecia ter energia já que estava balançando uma bandeira amarela para pedir por ajuda.

— Mestre, esta é uma área de recife de corais desu… é perigoso se aproximar com um veleiro desu.

Isso era verdade, a água era bastante rasa e provavelmente danificaria o fundo do navio se nos aproximássemos usando o navio em que estávamos.

Como não havia outra escolha, parei o navio e zarpei em um barco menor em direção ao navio em que a criança estava.

— Espere por mim, estou indo até você!

Por segurança, pedi a Sheena Nº3, que estava no veleiro, que se escondesse no Meu Mundo.

Então chamei a criança e remei o pequeno barco.

Quase lá… notei algo.

Minha habilidade Detecção de Presença estava reagindo.

Havia presenças nas sombras das rochas… quatro delas.

Quem eles poderiam ser?

Algo como homens robustos que param o carro quando uma garota fofa pede carona?

Ou…

— Ei, você está sozinho garoto!?

— Isso mesmo, me ajude!

A criança gritou em resposta.

Estranho. Havia definitivamente presenças nas sombras das rochas. Eles são monstros?

A criança parecia bastante aflita, mas eu ativei o Identificar Pensamento.

Fui capaz de ler as emoções da criança quando fiz isso.

Havia um pouco de ansiedade e angústia, assim como expectativa, mas a maior parte de seus sentimentos era de desprezo por mim.

Ah… como esperado, era isso. Foi a escolha certa fazer Sheena Nº3 se esconder no Meu Mundo.

Em segredo, ativei Olhos de Falcão.

Olhando do alto… como imaginei.

Nas sombras das rochas estavam quatro homens adultos com suas armas preparadas.

Eu não podia usar Avaliar Emprego com a linha de visão alternativa dos Olhos de Falcão, mas eles não pareciam pescadores. Eles deviam ser piratas.

Além disso, eles definitivamente não eram piratas militares, mas sim piratas criminosos.

Eu retraí minha linha de visão.

— Hmm… aquela pedra é um transtorno. Vou destruí-la com magia, então espere um pouco.

Eu menti e recitei.

— Colar Entrada.

Com isso, meu status era agora o estado especializado em magia.

Então…

— Fogo!

Invoquei meu feitiço.

Isso foi apenas um feitiço intermediário, mas ele possuía muito poder de fogo devido a meu ataque mágico.

A magia passou a pedra que eu apontei e destruiu uma em que não havia ninguém atrás.

— Oops, minha mão deslizou. Espere um pouco, vou destruir aquela pedra desta vez.

— Es-espere Onii-chan! Esse barco pequeno pode chegar aqui sem você precisar fazer isso!

— Isso é verdade. Bom, eu vou destruir a pedra agora.

— Uwaa, este cara está falando sério! Não, pai!

Tsk!

O som dele estalando sua língua foi tão alto que chegou até mim.

Quatro homens a bordo de um pequeno barco apareceram das sombras das rochas.

Eu olhei os empregos dos quatro. Três eram bandidos e apenas um era um pirata.

A propósito, a criança era só um “Plebeu Lv2”. Parecia que suas mãos não tinham sido maculadas com atos criminosos.

Muito bem, batalhas regulares seriam perturbadoras, portanto…

— Trovão Pequeno.

Eu lancei uma Magia do Trovão no meio da superfície do mar onde os inimigos estavam. O raio se espalhou pela superfície do mar e todos os piratas a bordo do barquinho receberam choques elétricos.

Julgando pela falta de aumentos de level, eles devem ter ficado apenas incapacitados e ainda estavam vivos.

O garoto que pediu por minha ajuda estava ileso, mas ele caiu de bunda com o medo e desmaiou em choque.

Bom, esse foi o fim.

Coletei todos os homens e os amarrei com uma corda.

Vou entrega-los para os oficiais na cidade de Genova.

— Muito bem, posso aproveitar para pegar alguns caranguejos e camarões por esta área

Peguei um balde da minha bolsa de itens. Água se acumulava nas reentrâncias do recife de corais e vi inúmeros caranguejos do tamanho dos caranguejos de água doce japoneses.

Eles devem ser perfeitos como comida para as tartarugas.

Eu os peguei um por um para evitar que meus dedos fossem beliscados.

Além disso, eu queria coletar um pouco de alga marinha, mas, como esperado, era impossível obtê-las sem mergulhar na água.

As ondas estavam gentis, mas eu teria que tirar minhas roupas para entrar.

Tudo bem, vou deixar a coleta de algas para Sheena Nº3.

Pegar alga marinha deve ser fácil para ela, já que preservar era sua especialidade.

Remei o pequeno barco e voltei para o veleiro.

Com sorte, Sheena Nº3 terminaria seu trabalho antes dos piratas acordarem… mas assim que tive esse pensamento.

— Hmm…

O garoto pirata acordou.

Bom, o garoto não foi eletrocutado, então não era surpreendente que ele acordasse.

— Este lugar é…

— Ei.

— U-uwaaaaa!?

— Não fique com tanto medo. Não vou devorar você.

Assustar uma criança não parecia assim tão bom. Bem, considerando o quanto eu o intimidei mais cedo, era natural que ele ficasse assustado.

— Olhe ao seu redor. Seus companheiros só estão inconscientes. Eu não os matei.

— Eh? Ah… pai… erm, Onii-chan, o que vai acontecer conosco?

— Acho que você já sabe, afinal, vocês são piratas. Vou entrega-los para os oficiais na cidade portuária de Genova. Os oficiais vão decidir o que vai acontecer com vocês.

— Sem chances. Se você fizer isso, o pai e os outros vão se tornar escravos!

Mesmo que você diga isso, seu lado foi o que me atacou.

Se eu os libertar, há o perigo de eles atacarem mais alguém.

— Por favor, espere. Não estávamos fazenda nada de ruim.

— Seus empregos não seriam piratas se vocês não tivessem feito nada de ruim.

— Não, não somos piratas, mas pescadores desta área. Pensamos que um pirata mau apareceu e eu agi como uma isca para que derrotássemos o pirata. Não esperávamos que o Onii-chan fosse uma pessoa boa.

Ele ainda era uma criança, já que usou uma mentira tão absurda.

Naturalmente, usei Identificar Pensamento e determinei que isso era mentira.

Confirmei que os todos os membros, excluindo a criança, tinham empregos de criminosos. Eles poderiam ter sido pescadores, mas não posso fazer vista grossa já que eles cometeram crimes.

— Desculpe, mas não acredito em você. A espada que seu pai carrega é uma arma usada para matar pessoas. Pescadores não carregam esse tipo de arma.

— Isso… é emprestado! De um espadachim viajante.

— Se isso é verdade, então não teremos nenhum problema se eu entregar vocês para os oficiais. Desista. Sinto muito, mas vou entregar todos vocês. Vou pelo menos pedir ao oficial que diminua suas sentenças dependendo de suas circunstâncias.

Após dizer isso, o jovem garoto concordou e então suspirou.

— Tudo bem, vou desistir.

— Entendo, isso é bom.

— Aquela neste país. Retornar para Casa.

Espere, essa magia…

— Angela.

“Você está brincando comigo? Uma criança teria a magia considerada extremamente rara…”, ou assim pensei, mas isso não foi um blefe.

Não foi apenas o garoto. Até os piratas inconscientes desapareceram também.

Parecia que Angela era uma pirata com quem o garoto era íntimo.

Eles fugiram para seu esconderijo.

Eu os deixei escapar. Bem, isso não importa.

Justo quando eu estava deixando esse assunto de lado.

O efeito da habilidade XXXX foi ativado. O efeito da habilidade Magia Falsa foi ativado.

O efeito da habilidade XXXX foi ativado. O efeito da habilidade Magia Falsa “Retornar para Casa: Angela” foi ativado.

Geh, de novo!?

Agora a habilidade que me abduziu para a ilha desabitada2 estava usando minha habilidade a seu bel prazer… mas que diabos está acontecendo?

O instante após eu ter esse pensamento, me encontrei dentro de uma caverna desconhecida junto dos piratas amarrados e cercado por dezenas de outros piratas. Diante de mim estava o jovem garoto e uma garota de idade similar… essa deve ser a Angela.

Não sei se a Magia Falsa tem um truque que te permite usar o Retornar para Casa de outras pessoas. Mas me lembro que a Magia Falsa só deveria ativar metade dos efeitos do feitiço original, não é?

Bem, vou deixar a reflexão para mais tarde.

Afinal, agora não era hora para pensar nisso.

Eu estava em uma caverna desconhecida cercado por dezenas de homens.

— Deixe-me adivinhar, vocês são todos amigos?

O jovem garoto pirata concordou com minha pergunta sem dizer nada.

Oi oi oi oi, o que há com esta situação!?

A habilidade “XXXX” não deveria trabalhar para o meu bem? Por que não podemos entrar em acordo?

O jovem garoto parecia ter explicado tudo durante o pequeno intervalo antes de eu me transferir e os piratas já deviam sabem quem eu era.

Eles lentamente se aproximaram e me cercaram.

Haa, não tem chances de eles me deixarem ir embora após tudo isso.

Isso era perturbador, mas não havia outra escolha.

Eu peguei o Cajado de Asclépio3.

Suspira, se soubesse que isto ia acontecer, eu teria ignorado aquele lugar e não me envolveria com os piratas.


Tradutor:



Notas

[1] “Mais Perto, Meu Deus, de Ti” (do original em inglês “Nearer, My God, to Thee“) é um hino tradicional protestante do século XIX escrito por Sarah Flower Adams, vagamente baseado em Gênesis 28:11-19, a história de sonho de Jacó. Gênesis 28:11-12 pode ser traduzido da seguinte forma. “E chegou a um lugar onde passou a noite, porque o sol já se havia posto; e, tomando uma das pedras do lugar e pondo-a debaixo da cabeça, deitou-se ali para dormir. Então sonhou: estava posta sobre a terra uma escada, cujo topo chegava ao céu; e eis que os anjos de Deus subiam e desciam por ela; … “. É mais famosa por, supostamente, ter sido tocada pelos violinistas do RMS Titanic antes de o navio afundar.

[2] Eventos do capítulo 148, quando Ichinojo foi teleportado para a ilha desabitada com o labirinto artificial controlado por Sheena N°3.

[3] Esculápio, ou Asclépio, na mitologia grega e na mitologia romana, é o deus da medicina e da cura. Existem várias versões de seu mito, mas as mais correntes o apontam como filho de Apolo, um deus, e Corônis, uma mortal. Teria nascido de cesariana após a morte de sua mãe, e levado para ser criado pelo centauro Quíron, que o educou na caça e nas artes da cura. Aprendeu o poder curativo das ervas e a cirurgia, e adquiriu tão grande habilidade que podia trazer os mortos de volta à vida, pelo que Zeus o puniu, matando-o com um raio.



Fontes
Cores