Setes – Volume 5 – Capítulo 6 – Vilarejo Jhonny


Vilarejo Johnny.

 
Eu fui ingênuo.

Nunca pensei que isso acabaria tão ruim assim.

Olhando para os grupos disputando, essa era a impressão que eu tinha.

Manhã…

Clark-san adotou minha proposta e reuniu as tropas voluntárias em vários grupos controláveis.

Estava tudo bem até aí.

Contudo, o problema era com os grupos em si.

Com cerca de dez nomes sendo jogados, ficaria tudo bem se um Cavaleiro assumisse o comando.

No entanto, a capitã disse que se nós iríamos colocá-los no mesmo grupo de qualquer jeito, então não havia a necessidade de colocar um Cavaleiro para monitorá-los, e parou nisso.

Que desde que um Cavaleiro com seus soldados fosse colocado entre os grupos enquanto se moviam, isso seria o bastante…

Sim, se isso fosse apenas durante a movimentação, então isso serviria.

Mas quando chegou à escolha de uma pessoa responsável, a disputa irrompeu.

Mesmo se o chamasse de grupo responsável, era apenas a existência encarregada de confirmar números e escrever relatórios.

Obter essa posição acabou como uma competição renhida e tanto.

“Sou eu quem tem o maior ranque, merda!”
“Para alguém sem nenhuma armadura decente, você certamente tem uma boca enorme aí!”
“Como se eu fosse deixar a chance tão aguardada escapar!”

Em sua competição frívola, eles faziam uma grande disputa sob a presunção de que seriam selecionados como sub-capitães.

A razão pela qual muitos até mesmo concordaram em se juntar a um agrupamento desses era para que pudessem ser colocados no comando.

Vendo essa situação, eu não senti nada além de exaustão.

“… Por que é que algo desse nível é o bastante para…”

Enquanto eu dizia isso, Marcus-san falou comigo:

“Não é como se eu não entendesse de onde eles vêm. Se eles ficarem em uma posição onde lideram outros, o número de chances que terão em pôr as mãos em glória vai aumentar. Não é estranho para eles pensarem dessa maneira.”

Eu tinha certeza de que isso seria um pedido simples.

Sim, o Hipogrifo definitivamente era perigoso.

Entretanto, ele não era um inimigo fora da nossa liga.

Foi isso o que eu pensei, mas nunca nem mesmo considerei que meus aliados seriam tão ruins assim.

Percebi quão terrível nossa movimentação foi no primeiro dia, mas agora estou até começando a duvidar se esse pelotão consegue ao menos lutar.

De dentro da Joia, o Terceiro soltou uma risada.

『 Que raios é isso? Simplesmente terrível. 』

O Segundo compartilhava a opinião. Todavia, parece que ele tinha alguma flexibilidade.

『 Mas como brigam. Além do mais, todos eles estão piores por pensar que seus meios de vida estão em jogo. Mesmo quando, ao se olhar pra menina liderando a missão, eles sabem que não estão sendo considerados de maneira nenhuma. 』

O Quinto falou:

『 Se fosse eu, nunca iria querer liderar uma turbamulta dessas. 』

O Sexto…

『 Se eu tivesse três meses, cortaria os números deles em mais da metade, e os deixaria razoavelmente usáveis. 』

Quando minha expressão se apertou, Miranda veio até mim.

“Olhe, vamos só acabar logo nossa refeição e preparar para partir. Mônica já terminou as preparações para o café da manhã.”

Enquanto encarava o bando briguento,  fui para meus companheiros comendo ao redor do Portador.

Durante a locomoção, eu montei na caçamba do Portador para obter algum descanso.

A caçamba estava bastante cheia, mas já que a Mônica e Shannon iriam andar nela, nós modificamos o Portador para ser capaz de guardar pessoas.

Havia um cobertor confortável colocado lá, e era um ambiente consideravelmente agradável.

“O que você acha que está fazendo?”

Quando vi a Shannon, percebi que ela estava trocando alternadamente o fio de tricô com a Mônica.

Toda vez que a lã era passada, era passada entre seus dedos e mudava de forma.

Além disso, havia alguns fios enrolados soltando sons farfalhantes e outros brinquedos espalhados pela caçamba de bagagem.

“Eu tô entediada! Quando estamos nos movendo, geralmente não estou fazendo nada além de sentar. Se eu saio para caminhar, está frio, e minha visão fica girando, dando uma sensação horrível!”

Com raiva, Shannon aceitou a lã da Mônica e, talvez ela tenha falhado, já que a forma se desfez.

“AAaaAAAh!! O que você vai fazer a respeito disso!? Quantas derrotas para mim você acha que são contando com essa!?”

Enquanto Shannon fazia uma cara contrariada, Mônica exibiu um largo sorriso.

“Que ingênua, garotinha. Eu, Mônica, coloquei mais maneiras de matar tempo na memória do que você jamais poderia imaginar. Que cômico da sua parte pensar que alguma vez venceria um jogo contra um modelo especial. Ah, darei ao frango ali uma moderada chance de vitória. Caso contrário, não será nada divertido.”

Uma vez que se escute sobre esse lado da brincadeira, ela não é mais divertida.

“Tsc, se não posso vencer, não me importo mais. Eu vou tricotar ou alguma coisa assim.”

A invisual Shannon retirou um trabalho de tricô em progresso e começou a trança-lo.

Vendo isso, Mônica começou a limpar.

“Você realmente tricota bem apesar de sua falta de visão.”

Quando dei minha impressão, Shannon curvou suas costas em orgulho e fez um gesto de estufar seu peito inexistente.

“Eu apenas não consigo ver como você vê, mas estou recebendo a informação ao meu redor propriamente. Diferente de você.”

Eu agarrei suas bochechas zombeteiras e as puxei.

“Nossa, elas são macias.”

“Ai! Tô falando que isso dói! Vai rasgar! Para! Tá doendo, sabia!?”

Ouvindo isso, Mônica começou a se inquietar. Ela deu olhares de relance para a porta instalada na traseira do portador e parecia estar esperando por alguma coisa.

“O que você está fazendo?”

Enquanto perguntava isso, removi minhas mãos das bochechas da Shannon. Ela estalou sua língua.

“Tsc! Eu pensei que pessoas entendendo a situação de forma errada por causa dessas palavras disparariam para dentro daqui! Eu estava certa disso! Por que é que esses tipos de clichês estão falhando logo agora? … Leiam logo a atmosfera.”

Deixando mal-entendidos de lado, não é a Mônica que está falhando em ler a atmosfera? Enquanto eu estava pensando isso, o Portador parou.

Era cedo demais para uma pausa, então me levantei e imediatamente saltei para fora.

Fechei a porta do Portador atrás de mim, e confirmei os arredores.

“O que aconteceu?”

Aria, que estava caminhando na parte de trás, me deu uma explicação:

“É um monstro. Os Cavaleiros estão enfrentando. Ainda assim, não parece que eles tenham a intenção de nos utilizar.”

Quando olhei na direção dos olhos da Aria, eu vi um orc cercado por Cavaleiros.

Eles tinham suas armas levantadas, mas apenas cercando, eram incapazes de acertar um golpe final.

A pessoa que finalmente encerrou as coisas foi o Clark-san.

Ainda montado, ele disparou sua besta, cravando uma flecha através da cabeça do orc.

Eu ouvi uma voz da Joia:

『 Heh, o cara não é nada mal. 』

Era a voz do Segundo.

Mas enquanto o orc perfurado caía de joelhos, uma única Cavaleira acelerou seu cavalo e saltou.

Enquanto caía na direção ao orc, ela balançou sua espada, e imbuiu sua lâmina com magia enquanto cortava sua cabeça.

Havia uma certa chamatividade a isso, e parecia ser uma magia bastante acessível.

Mas minha impressão era diferente.

Aria soltou um assobio.

“Incrível. A coisa maldita pegou fogo.”

O orc diante dos meus olhos ardeu em chamas, e a Cavaleira retornou sua espada à bainha.

Mas a Aria não estava elogiando.

“Mas havia realmente a necessidade de ir tão longe? Parecia que a luta já havia terminado.”

Uma flecha através da cabeça.

Depois disso, eles só tinham que o manter cercado e sob vigilância. Mesmo se um golpe final ainda fosse necessário, não havia necessidade de ir tão longe propositalmente.

(Ela fez isso para se destacar no final?)

Enquanto eu pensava isso, o jovem que a Novem havia tratado me chamou.

Após salvá-lo, nós negociamos para fazê-lo seguir nossas ordens, e no momento, fizemos-o seguir junto ao Marcus-san.

“Como esperado de um verdadeiro Cavaleiro, eu acho. Ela é uma decuriã, certo?

O jovem que não possuía qualquer equipamento decente em si dava olhares desejosos.

“Me pergunto se eu algum dia serei capaz de ser como ela.”

Dos dois que ele trouxe consigo, o homem mais velho soltou uma voz levemente cansada.

“Vocês nunca estão sérios quando chega a hora, então por que é só em horas como essas que vocês…”

Ele pareceu ter percebido.

Vendo eles, Aria pareceu um pouco desapontada com o grupo de três.

(Se nunca saíram para combater monstros, eu acho que é assim que reagiriam.)

Vendo a habilidade dos Cavaleiros, eu realmente senti que a decuriã tinha certa habilidade em si.

Mas aquele com os melhores movimentos foi o Clark-san.

Se possível, a Cavaleira que veio à força para dar o golpe final, Norma, não era a pessoa que eu gostaria de lutar lado a lado no campo de batalha.

Após o fogo se apagar, os soldados que estiveram acompanhando os Cavaleiros começaram a coletar as pedras mágicas e materiais.

Durante aquele período de tempo, Clark-san manteve-se vigilante dos arredores e deu ordens.

Ele sabia o que estava fazendo.

Mesmo assim, Norma-san montou seu cavalo de novo e retornou para a frente das tropas.

O Sétimo deixou escapar uma voz irritada:

『Por que ela não pôde deixar o trabalho para seus subordinados? Ela deveria ser a comandante das tropas, não é?』

O Terceiro riu.

『Se você a visse apenas como uma Cavaleira, ela é habilidosa, mas inútil quando se trata de administrar pessoas. Bem, ela é jovem, então, talvez queira alguns méritos. Quando eles matam monstros, o exército não aumenta uma pontuação de matança, ou algo assim?』

Para os Cavaleiros da Capital Imperial, o número de monstros derrotados era considerado como uma importante prova de ter cumprido seu dever.

E isso também era prova da força de alguém.

Fracotes como goblins não seriam contabilizados, mas orcs e ogros produziam amplos resultados.

Aqueles lidados um a um eram especialmente enfatizados, pelo que parece.

Aria assistiu Norma retornar e enquanto o grupo começava a se mover, ela encarou os soldados que ainda estavam presos com a coleta dos materiais.

“Nós já vamos nos mover? Estaria tudo bem esperar um pouco, não é?

Eu falei para Aria:

“Eles devem estar com pressa. A quantidade de vezes que encontramos monstros está aumentando, e toda vez o pelotão para. Talvez nossa chegada dessa vez seja muito mais tardia que o previsto.”

Aria parecia insatisfeita.

“Lyle… por que você aceitou esse pedido? Você deveria ser nosso líder e eu não quero me intrometer nessa área, mas mesmo sendo do pai da Miranda, tenho certeza que você poderia ter recusado.”

Eu caminhei à frente e olhei para o céu.

E murmurei a razão pela qual eu havia aceitado.

“… eu provavelmente não levei muito a sério.”

Quando eu disse isso, Aria começou a me encarar reprovadoramente.

“Ei, por que é que algumas você age de forma tão descuidada? Eu tenho certeza que nossas vidas estão só um pouquinho em risco aqui, só para que saiba?”

Tendo isso dito a mim, cocei minha cabeça.

Eu ponderei a respeito de declarar a razão real, mas isso não mudaria o fato de não ter levado muito a sério, então mantive minha boca calada.

(Mesmo se eu dissesse a ela que meus Ancestrais não queriam ver um vilarejo sacrificado, eu duvido que isso me levaria a algum lugar.)

O Segundo especialmente, ficou bastante irritado quando ouviu a respeito dessa missão.

É verdade que até eu tinha alguns sentimentos como, ‘se meus pensamentos ingênuos podem salvar alguém, então…’.

Como resultado, agora nós estamos em uma situação terrível.

(Sim, antes de aceitar, eu realmente deveria ter investigado isso mais. Realmente sou ingênuo. Isso é certo.)

O céu estava nublado e o suspiro que escapou da minha boca era branco.

Nós chegamos ao vilarejo Johnny no quinto dia.

No caminho até lá, a divisão entre grupos acabou trazendo alguns resultados.

Preparando acampamentos e mantendo a vigia. As tropas também começaram a aprender a agir como um grupo.

Ainda assim, do ponto de vista dos Ancestrais, eles ainda eram tão ineptos quanto antes.

Quando nós chegamos, aquele que nos cumprimentou foi um homem de cabelos longos que estavam ficando grisalhos e estavam bastante emaranhados.

O homem que era o chefe do vilarejo, parecia muito mais envelhecido que sua atual idade devido à enervação aparente em sua expressão.

Algumas das estruturas de habitação estavam parcialmente destruídas e as toras que haviam sido erigidas ao redor para defender o vilarejo haviam desabado em alguns lugares.

Talvez eles tivessem sido atacados repetidamente. Todos os aldeões tinham os mesmos rostos cansados.

E eles olharam para nós assustados.

Enquanto eu recebia esses olhares, como se eles estivessem olhando para um inimigo, Novem, que estava bem perto de mim, falou:

“… Parece que estamos assustando eles.”

“Nós viemos planejando resgatá-los, todavia.”

Quando eu disse isso, Novem me informou bondosamente:

“Parece ser um vilarejo bem pequeno, então só em ter mais de cem soldados armados já é um susto suficiente. E também, eles provavelmente já foram atacados algumas vezes.”

Os monstros que haviam se instalado por perto parecem ter usado o vilarejo como local de alimentação repetidamente.

Os aldeões assustados me olhavam das janelas das casas.

Quando eu retribuía seus olhares, eles as batiam.

Marcus-san olhou para eles e falou:

“Que desagradável. Mesmo depois de termos vindo todo o caminho até aqui.”

Enquanto deixava seu sarcasmo bem óbvio, Breid-san concordou.

“Talvez porque um Cavaleiro de aparência tão má assim está entre nós? Isso de lado, não é realmente uma boa vista para a alma. Eles estarem tomando essa atitude.”

Do nosso ponto de vista, realmente parecia ser isso.

Mas, para com os dois, Novem falou:

“… Mesmo se você continuar a carregar tal sentimento, eu peço que não fale disso com nenhum dos aldeões.”

Ambos olharam em surpresa.

Eu era da mesma opinião, mas no meu caso, existia o Segundo para explicar.

『 A ajuda chegou? É por vocês se sentirem assim que estão completamente errados! Essa é uma área sob controle imperial direto! É o que vocês malditos Cavaleiros imperiais são obrigados a proteger! Quem vocês acham que deveriam estar agradecendo pelo fato de poderem colocar o pão na mesa!? Quando bastardos que não entendem nem isso aparecem de forma tão imponente…』

Enquanto o Segundo começava a reclamar, o Sétimo chamou:

『Eles ficaram tão grandes que seus papéis foram divididos. Talvez eles não sintam tal senso de responsabilidade por essa terra. Posso apostar que o palácio é igual. Independentemente de que vilarejozinho caia em ruínas, ou encontre a salvação, é apenas um pequeno fragmento de um acontecimento. 』

Não era obrigação deles.

Apesar disso, certamente, não ser o trabalho do Marcus-san, já que ele não tinha nenhuma posição relevante, se você perguntasse se era ou não responsabilidade dele, a resposta seria duvidosa.

Marcus-san era um Cavaleiro que particularmente nem queria trabalhar tanto.

Entretanto, o próprio fato de ser um Cavaleiro dava a ele uma obrigação de proteger as pessoas.

(Eles realmente têm suas dificuldades. Cavaleiros imperiais e nobres.)

Novem olhou em direção ao grupo de três operando conosco.

“Os senhores também.”

O homem de boca suja assentiu devido a sua dívida com ela.

“Não, bem, eu vou aceitar porque fui salvo por você, mas a atitude desse vilarejo não está horrível?”

O homem de aparência frívola que era seu companheiro era da mesma opinião.

“Exato. Poxa, nós corremos de Centralle até aqui e tudo mais.”

O homem mais velho, o qual parecia ser aquele no comando deles, soltou um suspiro.

“Além de receber tratamento extensivo e uma parte das refeições deles, de onde é que estão vindo essas respostas malcriadas? Desculpa por isso. Eu também me certificarei de adverti-los.”

O mais velho parecia ser consideravelmente confiável.

Eu olhei para o chefe do vilarejo, que estava ocupado conversando com a Norma-san.

Com um rosto pálido, ele estava fazendo um apelo desesperado.

“Então o último ataque foi essa manhã? Nesse caso, vocês ficarão seguros por mais um tempo.”
“Não pode ser! Por favor, derrote eles o mais rápido possível. Há muitos aldeões que estão assustados demais para dormir à noite. Eles até trazem os goblins para a área, carregam as pessoas, e… nossas baixas já estão em mais de quarenta!”
“Nós acabamos de chegar. Eu preciso dar algum descanso para minhas tropas. Por favor, façam preparações para uma refeição.”
“I-isso não…”
“Se atacarem de novo, seremos nós que lidaremos com eles! Vocês só têm de agir como ordenado!”

Olhando para a atitude da Norma, eu entendi que as coisas ficariam feias nesse ritmo.

Apesar de uma atitude estrita ser requerida para fazer as pessoas agirem, não deveria haver uma forma melhor de frasear as coisas?

Eu olhei para o vilarejo.

Tinha a sensação de que havia muito poucos aldeões.

Usando minhas Skills, descobri que uns bons números de casas agora estavam desabitadas.

E…

“… Isso é mal. Novem, reúna todos. Eu vou contar ao Clark-san.”

“Qual o problema, Lyle-sama?”

Novem inclinou sua cabeça enquanto olhava para mim.

Os Ancestrais dentro da Joia foram capazes de ganhar informação através de mim.

O Segundo falou:

『Mas que raios de Hipogrifo? Eles ocultaram a merda do grandão.』

O Terceiro estava de acordo.

『Sim, se fosse só um Hipogrifo, eu tenho a sensação de que daria certo de um jeito ou de outro…』

O Quarto falou:

『Eles realmente vendem por um bom preço. Mas nesse ritmo, vocês serão torturados até a morte.』

O Quinto…

『Bem, eles são considerados como um tipo de chefe dos Hipogrifos.』

O Sexto:

『 Apesar deles geralmente apenas considerarem os Hipogrifos como capangas convenientes. 』

O Sétimo expressou o nome daquele monstro.

『 Eu estava um pouco incerto da vitória de vocês até agora, mas agora está bem claro. Nesse ritmo, vocês perderão. Eu nunca pensei… que um Grifo estaria aqui.』

A cabeça e asas de uma águia. O corpo de um leão.

Muito mais largo que um Hipogrifo, um monstro feroz.

Uma ameaça dos céus, e se levassem alguns Hipogrifos junto consigo e lançassem um ataque, um número de vilarejos estariam fadados a desaparecer.

A fim de não instigar medo nela, eu falei para a Novem:

“Eu irei fazer o relatório primeiro. Por favor, reúna todos. Se nós formos entrar em uma pausa agora, então teremos que estacionar o Portador em um local apropriado… Eu terei que achar um aldeão para conversar também. Eu deixarei as negociações nessas áreas com você.”

Talvez por eu ter deixado com ela, Novem formou um sorriso.

“Sim. Então eu e Miranda-san realizaremos as negociações. Se nós formos com pessoas demais, parecerá que estamos ameaçando eles.”

(Certo. Mesmo se elas forem todas mulheres, se tiverem os números, começará a parecer como se fosse coerção.)

“Desculpe. Então, por favor.”

E a fim de encontrar o Clark-san, eu rapidamente parti.

Encontrando o Clark-san dando ordens aos seus homens, eu decidi dizer diretamente a verdade para ele.

Eu não era um conhecido da Norma-san, e o Clark-san parecia bastante confiável.

Ouvindo a informação que eu dei, seus olhos se arregalaram.

Nós falamos nos fundos de uma pequena habitação privativa.

Sobre como eu tinha Skills.

E de como eu descobri um Grifo com essas Skills.

“Você disse Grifo… esse é um inimigo para se enviar elites. Ele não é tão grandioso, mas para uma legião bagunçada como a nossa…”

A face mortificada do Clark-san empalideceu.

Eu sabia que era rude, mas decidi perguntar.

“Sobre a aptidão da capitã e os Cavaleiros dela, hm…”

Clark-san sacudiu sua cabeça.

“Já que eles são parte de uma brigada de Cavaleiros, todos eles provavelmente foram propriamente treinados. Mas todos eles com exceção da Capitã Norma, eu incluso, estão em um nível baixo de habilidade. Eu estava me perguntando por que fomos enviados com essa formação, mas eu nunca pensei que seria isso… Apesar de poder ser rude perguntar, sua Skill alguma vez já errou?”

Os olhos do Clark-san estavam focados na minha Joia azul.

“… Nunca. Definitivamente há um Grifo.”

“Entendo. Eu pensei que essa brigada seria, de certa forma, confiável para a tarefa em mãos… Apesar de haver a possibilidade de você estar mentindo, essa não parece ser a atmosfera para isso. E tem algo que me vem à mente.”

Parece que o Clark-san havia achado suspeito desde o princípio que eles tinham que ir em uma expedição com esses membros.

Norma-san havia sido escolhida como comandante e parecia como se houvessem reunido todos os Cavaleiros que geralmente causavam problemas.

E…

“Há um rumor sobre isso. Que as dificuldades econômicas de Centralle seriam resolvidas se o número enorme de nobres fosse reduzido. Entendi… Eu ouvi que alguns daqueles lá de cima estavam deixando seus segundos e terceiros filhos assumirem Casas recentemente, e que uma coisa dessas era difícil…”

Eu apoiei o corpo do homem que parecia que ia desabar.

Não sabia muito sobre os assuntos em Centralle, mas era óbvio que havia uma parte oculta.

O Quinto falou em uma voz baixa:

『O bastardo… é muito provável que ele já sabia disso.』

Bastardo provavelmente se referia ao Ralph-san.

O Sétimo falou:

『Ele propositalmente deixou as filhas escutarem a informação sobre a expedição para atiçá-las? Bem, aqueles ratos imperiais são bastante habilidosos nesse tipo de coisa. Apagar o Lyle e o Marcus, e fazer a Miranda receber um noivo quando ela terminasse sua educação completamente, talvez… Qualquer que seja o caso, há pouco a se perder para ele. Se o Lyle não aceitasse, dois morreriam. Se o Lyle aceitasse e deixasse a Miranda com ele, o Lyle morreria e sua filha retornaria. Realmente parece como se nós estivéssemos rolando na palma da mão dele.』

O Sexto pareceu impressionado.

『Mas quem aceitou o pedido foi o Lyle… é só que…』

Por algum motivo, eu tive a impressão de que o Sexto estava dando uma risada na Joia.

O Terceiro riu.

『Ele realmente está nos subestimando. Se ele acha que isso é o bastante para tomar nossas cabeças, está bastante errado.』

O Quarto era da mesma opinião.

『Como esperado, aqui é onde nós devemos obter alguns méritos enormes e retornar para Centralle em glória. Aqueles cães da capital vão regozijar! Digo, é o grupo que abateu um Grifo! Há a possibilidade de que você tenha um título feito para você! Me pergunto quantos receberão promoções? Tenho certeza que as finanças públicas da capital entrarão em um estado ainda maior de ruína!』

O Segundo era da mesma opinião.

『Se esse número de pessoas desaparecesse pelo custo de um único vilarejo, posso apostar que muitos celebrarão…, mas veja, é realmente divertido ver as faces irritadas de caras assim!』

Eu me pergunto o porquê.

Todos os Ancestrais pareciam estar bastante felizes.

Clark-san olhou para minha expressão incerta e provavelmente pensou que eu estava condenando sua própria fraqueza de espírito.

Ele se desculpou.

“Eu sinto muito. Eu sempre ficarei emperrado como um Cavaleiro comum, mas se eu desistir aqui, ficarei envergonhado demais de até mesmo me chamar disso. Lyle-kun, eu não te forçarei. Mas se você for correr, então, por favor, leve as mulheres e crianças com você e…”

Eu sorri.

E então falei:

“Do que você está falando, Clark-san? Essa é sua grande chance.”

“… Chance?” Não, Lyle-kun, eu não quero dizer isso, mas um Grifo é um inimigo que uma brigada de Cavaleiros com alto nível de habilidade deve cuidar. Eu nem mesmo estou certo se a Capitã Norma chega ao nível médio ou não. Nós ganharemos algum tempo aqui, então vocês jovens devem…”

Ele estava gesticulando para que eu fugisse, mas os Ancestrais estavam elevando suas vozes também, então estava tudo barulhento demais.

Do Segundo para cima:

『Pois bem, primeiro, vamos obter a cooperação dos aldeões. Eu pensei que essa seria uma boa chance para ensinar o Lyle sobre a sociedade, mas isso é bastante interessante por si só…』
『Se você tomar controle das tropas será mais fácil… bem, se eles não obedecerem, podem ser usados como isca de monstro. Desde que você tenha mais que a metade, e obtenha os aldeões no seu lado, vai funcionar de um jeito ou de outro.』
『Lyle, que tal eu te ensinar sobre a gloriosa magia do dinheiro? Será uma lição bastante agradável de se aprender.』
『O que é essa… essa sensação eletrizante. Obter uma compreensão do terreno, posicionar suas tropas… esperar em tocaia, ou atacar nós mesmos… 』
『Esse é dos grandes. Um que, na nossa época, nós competiríamos para ver quem tomaria sua cabeça primeiro. Eu voto em ir para a ofensiva.』
『A cabeça realmente faz uma boa montaria. Se tudo for bem, você vai conseguir empalhar o corpo todo. O triste é que você não terá um lugar para exibi-lo, eu acho.』
(H-huh… nenhum deles parecem nenhum pouco heroicos. Um Grifo deveria ser formidável, certo? E espera, é mais forte que o chefe no labirinto, certo?)

O Sétimo pareceu apenas se preocupar com o fato de que nós não teríamos lugar nenhum para exibi-lo.

Em primeiro lugar, o ponto que ele estava enfatizando não era o importante.

“Vai ficar tudo bem, Clark-san…”
『『『Finalmente está ficando divertido por aqui!!』』』

Eu acho que eu provavelmente estava fazendo uma expressão bem complexa.

Clark-san me olhou com uma face pálida, por razões diferentes de antes.

Os Ancestrais estavam barulhentos, e as palavras que soltei para acalmar o Clark-san…

“Vamos apenas nos divertir um pouco com isso.”

Clark-san levantou e abaixou sua cabeça rapidamente, enquanto assentia um par de vezes.


Tradutor: Batata Yacon   |   Revisora: Ana Paula



Fontes
Cores