TER – Capítulo 124 – O “Trunfo” de Luzerio


Fran me bateu contra a lança de Luzerio e fez uma série de faíscas iluminarem o espaço subterrâneo.

Ela era muito mais habilidosa do que ele, mas tinha que se segurar, assim poderíamos mantê-lo vivo para obter informações. Além disso, ele tinha a vantagem do alcance contra ela, e, na realidade, era bastante forte. Ele poderia enfrentar um Aventureiro Rank C mediano.

A combinação de todos os fatores já mencionados levou os dois a lutarem em pé de igualdade. No entanto, infelizmente para Luzerio, as citadas habilidades o fizeram perceber o motivo para ele continuar respirando.

— Merda! Só morra de uma vez, sua pirralha de merda!

— Recuso.

— Merda! Merda, merda, merda, merda, merda! Como diabos uma maldita criança é forte o bastante para lutar em igualdade comigo!?

— Pare com a negação. Não estamos em igualdade.

— Caleee aaaa bocaaaa!!!!

Ele provavelmente planejou passar um tempo brincando com Fran, mas a realidade agarrou sua dignidade e o estapeou na cara com ela, pois foi ela e não ele quem acabou tendo que se segurar. O fato de que os golpes dele nem mesmo causavam arranhões o fizeram começar a gritar de frustração.

Seria de nosso melhor interesse resolver tudo o mais rápido possível, assim poderíamos ir atrás de Rynford, mas a Resistência a Paralisia dele tinha um Level bem alto, então eu imaginei que não seríamos capazes de derrubá-lo com o Raio Atordoador.

“Muito bem, eu vou atrapalhar ele na próxima vez que atacarmos. Tente não matá-lo se você puder.”

“Entendido”

— Só morra de uma vez malditaaaa!!!!

Eu invoquei Parede de Vento sem encantamento no momento que Luzerio estendeu sua lança em uma tentativa para causar dano decente e fiz o golpe dele desviar para longe de seu alvo.

— Quê!?

— Abertura.

Fran na mesma hora derrubou a arma dele enquanto eu dava sequência com outro feitiço meu.

“Raio Atordoador!”

— Garghghg!

Yeeaaap, eu sabia que ele não ficaria paralisado.

— Sua maldita pirraaughhhh!!

Raio Atordoador não fez nada além de fazê-lo vacilar, então ele imediatamente se virou e se esticou para alcançar sua lança. Contudo, ele foi interrompido por Urushi, que prontamente saltou de sua sombra e deu a uma de suas pernas uma boa mordida.

Rrrrr!

— Graahhghghgh!

Sua canela direita foi completamente arrancada de seu corpo. Ele logo perdeu seu equilíbrio e caiu no chão enquanto encarava seu membro perdido com um olhar estarrecido em seu rosto.

— … min-minha perna! Minha pernaaaa!!!!

Ele encarou ambos Fran e Urushi enquanto apertava seus dentes com ódio e raiva. Era quase como se apenas o olhar dele pudesse causar algum tipo de maldição.

Apesar disso, ver Fran apontar sua espada contra seu rosto o fez desistir. Ele jogou fora a adaga que puxou aparentemente de lugar nenhum, e acabou caindo com um pouco deprimido.

— Quero informação sobre Rynford.

— Que merda você quer saber?

— Descrição.

— Heh. Rynford é um homem incrível. Ele tem a habilidade para abençoar pessoas com o poder do Deus Maligno. Ele nos permite descartar esta casca humana de merda que temos, assim podemos ascender e evoluir!

O poder do Deus Maligno, eh? Yeah, não sei não, eu não chamaria a pequena mudança de Bluke de uma simples ascensão. Qual o problema com este cara? Ele quer ficar com aquela forma privada de raciocínio por vontade própria? Tudo o que você pode fazer naquele tipo de estado é causar destruição. Yeah, eu realmente não o entendo, ou qualquer um com esse tipo de gosto perverso.

— Objetivo de Rynford?

— Rynford tem apenas um objetivo, poder absoluto!

— Nn? Significa reviver Deus Maligno?

Meus pensamentos eram mais ou menos os mesmos de Fran. Eu assumi que ele queria reviver ou libertar o Deus Maligno, ou algo desse tipo.

— Você é retardada? Reviver o Deus Maligno causaria o fim do mundo. Você acha que queremos apenas morrer? É claro que não, você não pode matar pessoas ou pegar mulheres se você não estiver vivo.

Então isso significa que ele basicamente está planejando usar o poder do Deus Maligno? Mas como ele conseguiu isso se ele não é um crente?

— Deus Maligno é o que o nome indica, é o que ele representa, um Deus que governo sobre o Mal. Ele não tem hesitações em dar seu poder para homens pecadores como eu.

Ah, faz sentido. Então ele não se incomoda em ajudar qualquer um que seja maligno, mesmo se a pessoa não o adorar.

— Rynford, onde?

— Ele já seguiu para outra das bases que Bluke preparou para ele.

— Localização?

— Hahahahahah! Você quer saber onde ele está? Eu vou te dizer onde fica este lugar. É ao lado da mansão do Lorde, bem no meio da cidade. É o local perfeito para Rynford canalizar sua magia através de toda esta porcaria de cidade chamada Barbola!

Quer saber, ele com certeza está sendo muito cooperativo. Ele é retardado?

No momento que esse pensamento cruzou minha mente, o anel em seu dedo quebrou enquanto soltava um brilho pálido; Luzerio quase parecia desaparecer.

— Gyahahaha! Parece que você baixou sua guarda pirralha!

Ele reapareceu cerca de dez metros de distância de nós. Parecia que o anel que ele acabou de usar tinha a habilidade de ser sacrificado para o permitir se teleportar em uma curta distância. Após se teleportar, o homem soltou uma risada alta e dolorosa enquanto puxava um pequeno recipiente e bebia seu conteúdo em um instante.

— Cê sabe o porquê eu estava disposto a falar? É porque você vai morrer aqui, neste exato momento!

Suas palavras foram acompanhadas pela emissão de uma aura negra. Ele entrou no mesmo estado de Bluke um pouco mais cedo.

Avalia-lo me levou a perceber que ele recebeu o Status Enfurecido. Eu estava completamente certo que aquele líquido que ele acabou de beber era alguma água infundida com magia feito sob medida por Rynford. Em outras palavras, ele escolheu se transformar em um Humano Maligno. Parecia que ele realmente considerava isso como um tipo de ascensão.

A carne ao redor de onde sua perna foi cortada até começou a borbulhar como se estivesse se regenerando.

— Eu vou te destroçar e te deixar em pedaagughgh!

Eeee negado.

Eu comecei a invocar Pequeno Salto no momento que ele se teleportou. Nós já tínhamos visto o que aconteceu com Bluke, então não nos incomodamos em deixá-lo fazer o que desejava. Isto não era um anime, e não havia nenhum tipo de efeito especial incrível que acompanhava sua transformação, então não fazia nenhum sentido ficar observando ela se completar.

Fran agarrou com firmeza a mandíbula dele no momento que chegou a seu lado e a segurou de tal maneira que a boca do homem permaneceu aberta. Se ela quisesse, poderia apenas colocar um pouco mais de força em sua mão e a esmagaria, mas, ao invés disso, ela o jogou contra o chão.

— Beba.

— Gurajksdhgkju8asudghask

Ela ativou seu Armazenamento Dimensional e abriu um portal bem na frente de sua palma para força-lo a beber a Água de Recuperação. Ele não foi capaz de fechar sua boca ou cuspir a água, e assim, ele acabou ingerindo uma boa quantidade dela.

— Gaaahhh! Gahahhhhh! Greruaughghg!

Ambos os Status anormais desapareceram; sentindo o poder sendo drenado de seu corpo, Luzerio olhou para Fran com surpresa em seu rosto.

— Que diabos… você fez comigo!?

— Arrumei anormalidade de Status.

— Sem-sem chances. De jeito nenhum! O qu-qu-qu-que aconteceu com todo o meu poder transbordante!? Meu poder!? Meeeeeerdaaaaa!!! Eu vou te matar, sua maldita merdi-!

— Hmph.

Fran desferiu um gancho de direita digno de um manual e o atingiu direto no queixo. Luzerio imediatamente desmaiou, provavelmente como resultado de uma concussão1.

— Calado.

Parecia que os berros dele estavam machucando os tímpanos dela por causa do excessivo barulho.

“Bem, isso resolve tudo, eu acho.”

Entretanto, e agora? Ele sabia muita coisa, então estávamos felizes por conseguirmos capturá-lo com vida, mas estávamos divididos entre arrastá-lo conosco ou entregá-lo para os guardas. Por sorte, nossos pensamentos foram interrompidos por uma série de passos apressados vindo atrás de nós.

— Você está bem?

O Chefe dos guardas nos cumprimentou enquanto se aproximava. A sincronia dele foi impecável; nós logo entregamos a pessoa capturada e toda a informação que conseguimos dele.

Espere aí, não, pare agora mesmo. Luzerio era muito mais forte do que os Soldados, assim, deixá-lo como ele estava não seria a melhor das ideias.

— Wah!

Eu cortei a perna restante de Luzerio com um rápido feitiço do vento. Ele provavelmente não seria capaz de oferecer uma luta com ambas as pernas faltando, então isso seria bom, eu acho. Nós selamos a ferida ao curá-lo, assim, o único problema foi que ele acordou de novo como resposta a dor, um problema que Fran logo resolveu ao causar outra concussão nele.

O Chefe chorou um pouco em resposta a nossas ações, o que… não foi exatamente o que eu chamaria de favorável. Para ele, parecia que Fran foi aquela que cometeu todos os atos de crueldade citados.

“Não ligo. Teria feito se o Mestre não fizesse.”

Yeah, eu acho que é tarde demais para eu me preocupar com esse tipo de coisa, considerando como nós já os assustamos mais cedo.

“Nn. Mais importante. Avançar.”

“Yeah, tem razão. Devemos focar nisso.”

Especialmente vendo como nós descobrimos para onde Rynford foi.

Avançar pelo caminho subterrâneo nos levou a um jardim no que parecia ser um imóvel abandonado no distrito dos Nobres. Eu esperava chegar no esconderijo com facilidade, mas, infelizmente, as coisas nem sempre corriam tão bem para nós. O lugar em que chegamos não ficava bem ao lado da mansão do Lorde, na verdade, ele ficava a uma boa distância, mas você poderia ver o ponto central da cidade se tentasse.

“Tudo bem, vamos nesta.”

— Nn.

Woof?

“O que foi garoto?”

Woof, woof, woof!

Urushi parecia querer seguir na direção oposta a mansão do Lorde.

“É para lá que seu focinho está dizendo que Zerais está?”

Woof!

Então isso significa que Zerais e Rynford se separaram para que cada um pudesse cuidar de seus próprios negócios? Ou o esconderijo que Luzerio nos falou era apenas uma informação falsa? Ele não estava mentindo, mas o Lanceiro podia ter recebido informação falsa só para servir como um peão a ser sacrificado quando fosse capturado.

“Hmm… o que fazer… devemos confiar no que Luzerio nos disse, ou vamos atrás de Zerais?”

Neste tipo de situação, seria melhor seguir pelo caminho que possuía o maior nível de certeza. Poderíamos apenas rastrear Zerais quando quiséssemos com o faro de Urushi, então não faria nenhum mal darmos uma olhada em Rynford primeiro.

“Vamos seguir para o distrito nobre por ora. Vamos caçar Rynford primeiro.”

— Nn. Entendido.

Woof.

Urushi usou Pulo Aéreo para nos permitir seguir em linha reta para a mansão do Lorde. Olhar para baixo nos permitiu ver os Cavaleiros enquanto eles corriam ao redor da cidade fazendo tudo o que precisavam fazer; parecia que Dannan conseguiu cumprir sua missão.

Um grito ensurdecedor logo interrompeu nossa viagem; olhando para baixo, nós vimos uma mulher sendo atacada pelo que parecia ser um Daruma2 com pele negra; um Humano Maligno.

Estávamos com pressa, mas não tanta que abandonaríamos as vítimas à mercê do destino.

— Urushi.

Woof!

Urushi mergulhou na direção do Humano Maligno e permitiu que Fran cortasse seu pescoço enquanto passava por ele.

Mas ele não morreu. Sua cabeça não foi cortada por inteiro.

— Gruruooohhhh!

Na verdade, nosso alvo percebeu que estávamos chegando, então ele ergueu seus braços e os sacrificou para salvar sua vida.

 

Raça: Humano Maligno Ser Maligno
Status: Level 1
Condição: Insano, Fora de Controle
HP: 227 MP: 110
Força Física: 107 Resistência: 117
Agilidade: 66 Inteligência: 36
Mágica: 77 Destreza: 55
HABILIDADES
Intimidação Lv4 ⋯ Detecção de Presença Lv3 ⋯ Esgrima Lv4 ⋯ Artes Marciais Lv1 Visão Noturna
HABILIDADES INERENTES
Artes Malignas Lv2
TÍTULOS
Servo do Deus Maligno
EQUIPAMENTOS
Espada Longa de Aço
DESCRIÇÃO
Nenhuma descrição conhecida.

 

Huh, este aqui é bem forte. Ele costumava ser um Aventureiro? Parecia até que ele tinha algumas habilidades próprias. Em outras palavras, minhas suspeitas estavam corretas; quanto mais forte o humano, mais forte é o Humano Maligno resultante.

Hmmm… no entanto, eu realmente sinto que já vi esse cara em algum lugar antes. Onde foi mesmo?

“Aventureiro. Causou confusão na barraca.”

“Oh, tem razão! Yeah, eu me lembro agora.”

Ele causou um pouco de problema em nossa barraca, então Colbert chutou a bunda dele. Ele costumava ser… um Rank F, mas agora, ele ficou tão forte quanto um Rank D. Wow. Essa transformação realmente funciona.

Mesmo assim, não tivemos qualquer problema lidando com ele; o segundo golpe de Fran o partiu ao meio. Sangue e outros fluidos jorraram de seu corpo musculoso assim que as duas metades se separaram.

— Hiiiiiiihhhh!

A mulher que salvamos ficou pálida por causa do cadáver com aparência demoníaca caindo diante dela, mas ela conseguiu falar algumas palavras de agradecimento.

— Mu-muito obrigado po-por salvar minha vida.

Droga… e agora? Não podemos apenas deixá-la aqui, deve haver mais Humanos Malignos por perto.

— Nn.

— Huh? Kyaah!

— Aguente firme. Só um pouco.

Fran a ergueu e a colocou em cima das costas de Urushi antes de fazê-lo acelerar para onde vimos os Cavaleiros. A mulher começou a gritar, mas não poderíamos culpá-la.

— Kyaaaaahhhhhh!!!!

Quer dizer, quem não gritaria se um Lobo com três metros de altura aparecesse na sua frente e começasse a te carregar em uma supervelocidade?

— Kyaaaaahhhhhh!!!!

Com sorte, isto não terminaria com ela adquirindo algum tipo de trauma. Com sorte…


Tradutor: Zé   |   Revisor: Heaven



Notas

[1] Concussão é uma lesão cerebral causada por uma pancada na cabeça ou uma agitação violenta da cabeça e do corpo.

[2] Daruma é uma espécie de boneco que representa Bodhidharma, um monge da Índia que fundou o Zen Budismo na China. Ele atingiu a “iluminação” budista após meditar por um período de nove anos. Dizem que ele permaneceu sem mover ou fechar os olhos. Durante o processo, o monge removeu suas pálpebras de modo que ele não dormisse durante a meditação, e seus membros atrofiaram pelo desuso nos nove anos de meditação. O nome Daruma foi dado pelos japoneses (vem da pronúncia de Dharma). O daruma geralmente é feito de madeira e é representado como uma figura arredondada, com corpo vermelho, sem braços e sem pernas. Seus olhos não têm pupilas. As pessoas usam os bonecos para fazerem pedidos.



Fontes
Cores